"O Assassino da Cinderela" de Mary Higgins Clark e Alafair Burke (opinião)

Já há algum tempo que não lia nada de Mary Higgins Clark. Desde 2011! E isto porque apesar de a considerar uma excelente autora de policiais, o seu estilo me cansou um pouco. No entanto, ao ver agora esta parceria com Alafair Burke decidi experimentar novamente. E realmente, não sei como, Alafair Burke parece que veio dar novo alento às histórias da Rainha do Suspense. Gostei imenso!

A história está contada de forma muito clara e objetiva, tal como eu gosto quando leio um livro deste género. Neste caso específico até posso dizer que me deu a sensação de estar a ver um filme, o que a meu ver é sempre uma coisa positiva, pois quer dizer que tudo está bem claro na minha mente e consigo visualizar as personagens e a ação.

As personagens são bastantes, mas são as suficientes e facilmente identificáveis. E aqui tenho de confessar, era algo que me confundia na maior parte dos livros da MHC. Quase sempre o número de personagens era tão grande que me deixava sempre baralhada. Chegava a ter de tomar nota dos nomes! Neste livro isso não acontece. Será mão de Alafair Burke?

Em relação ao "principal" quando se lê um policial, o enredo está muito bem conseguido. Gosto da forma como está organizado e de como nos são apresentadas as personagens e a sua relação com a vítima. Ajuda-nos a começar a formar a nossa opinião sobre cada um deles, mas na verdade consegue camuflar muito bem quem é o culpado. Fiquei na dúvida até ao final! ;)

Em suma, é um policial típico de Mary Higgins Clark mas de cara lavada, mais fresco e leve. Foi uma leitura que muito me agradou e estou pronta para ler mais desta dupla que se provou vencedora. 

Quando à capa, não posso deixar de comentar... Adoro! Os meus parabéns à Bertrand. Mil vezes melhor do que a original.

Para mais informações sobre o livro podem visitar a página do mesmo no site da Bertrand » aqui.

0 comentários:

Primeira leitura de 2018 = 8 estrelas!

Até onde vai uma mãe para proteger o seu filho?

Em 2017 apaixonei-me por uma Formiga.

Em 2017 apaixonei-me por uma Formiga.
No livro "Onde Cantam os Grilos"

Um livro magistral! Para mim, o melhor de 2017!

Uma leitura magnífica.

 

ASA

Quinta Essência

Planeta

Porto Editora

Bertrand

Lua de Papel

Cultura Editora

Oficina do Livro

Editorial Presença

Jacarandá

D. Quixote

Clube do Autor

Livros d'Hoje

Casa das Letras

Suma de Letras

Vogais

Saída de Emergência

Esfera dos Livros

TopSeller

Objetiva

Marcador

Visualizações de página na última semana

Copyright © 2005-2017 Blogger Template (Adapted by Fernanda Carvalho)